"Que apesar dos pesares conserva o bom-humor, caça nuvens nos ares, crê no bem e no amor."
Carlos Drummond de Andrade

sábado, 26 de novembro de 2011

Vida


Eu não quero o morno
quero o choque do quente com o frio
não quero o marasmo 
quero a ressaca
não quero andar devagar
tenho pressa
não quero o beijo virtual
quero o toque da sua barba
não quero seguir caminhos
quero ir por aí
não quero filmes românticos
quero ação e aventura
não quero ouvir o pop
quero música
não quero ir na valsa
quero samba de gafieira
não quero aprender inglês
quero francês, italiano e japonês
não quero fórmulas
a vida é minha escola
não quero pratos, facas e garfos
quero a fome e a sede de viver
não quero religião
quero a poesia
não quero andar com santos e nem pagãos 
quero gente
não quero o suco hipócrita
quero o Vinho
não quero rezas e promessas
a Graça me basta, grata!
Lene Soares 

12 comentários:

  1. Não quero versos e rimas
    Quero a essência poética
    Que brota da aurora de tuas mãos!...

    Parabéns e bom dia!!!

    ResponderExcluir
  2. hermosas tus letras, es un gusto pasear por aquí... Tampoco quiero religión, quiero poesía también. Saludos.

    ResponderExcluir
  3. Venho especialmente para desejar um Natal muito Feliz e que o novo ano seja repleto de alegria, saúde, paz e amor. “A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (autor desconhecido)
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  4. Ola,
    Parabéns pelo belo e edificante blog, que Deus continue abençoando grandemente sua vida e a dos seus. Com muita alegria me tornei um de seus seguidores.


    Um grande abraço...

    ResponderExcluir
  5. Belas palavras, desejo um feliz ano novo, para você e para toda sua família, e que Deus venha te abençoar ainda mais.
    Salviano

    ResponderExcluir
  6. a poesia sempre vale a pena ...

    um beijo !

    ResponderExcluir
  7. Foi como andar com e fugir de um corpo que nao me pertence, mas que já estive nao sei quando. Um beijo Lucilene...!

    ResponderExcluir
  8. Muito bom mesmo! Fluidez firme mas romantica!

    Abração Lene

    ResponderExcluir
  9. "quero a fome e a sede de viver
    não quero religião
    quero a poesia
    não quero andar com santos e nem pagãos
    quero gente"

    Mais nada a dizer. Visitando amigos.

    Abração, vou mas volto.

    ResponderExcluir
  10. Viver plenamente, como já bem disseram antes, alguns apenas existem.

    Beijo e uma linda vida!

    ResponderExcluir
  11. Lu, que sua pressa lhe traga o caminho que vai por aí, ouvindo boa música, aprendendo com a vida aventureira, sem fórmulas, sem frescuras, sem sucos hipócritas e, claro, com toda a graça. Beijo! Com tempo, venha ler e comentar OS 12 ZUMBIS & A CADELA BRAMA no meu http://jefhcardoso.blogspot.com/, ok? Abraço!

    ResponderExcluir